InícioCalendárioFAQEquipe do FórumAfiliadosBuscaBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se


O Fórum White Umbrella foi fechado. Nossos conteúdos agora estão disponíveis em nosso blog, http://whiteumbrellafiles.wordpress.com/. Visite-nos!



Compartilhe | 
 

 Biohazard Archives II

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Davi Redfield
avatar

Administrador

Administrador

Título : Insanamente Estranho

Sexo : Masculino
Registrado em : 15/04/2010
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Biohazard Archives II   Sex Set 24, 2010 11:12 am

Biohazard Archives II é o segundo livro da série Archives, lançado no dia 21 de Setembro de 2010, no Japão. Não há previsão de lançamento de uma versão em inglês.
Este artigo está sujeito à alterações, revisões e correções.


Biohazard Archives II

Citação :
Wesker Uroboros
Principais informações
O motivo do vírus Uroboros ter se transformado em pústulas parecidas com sanguessugas é diretamente ligado à vontade de Wesker, já que ele pode controlar o vírus.
Devido à uma overdose do PG67A/W, suas habilidades estavam muito enfraquecidas. Para conseguir matar Chris e Sheva, ele teve que se combinar com o virus Uroboros, e fez ele assumir essa forma para aumentar sua força e capacidade de defesa.

Citação :
Umbrella's End: Resumo
Trecho
18 de Fevereiro de 2003.

Alguns helicópteros estavam voando sobre a terra coberta por neve na Rússia. Chris Redfield, que originalmente era um membro do STARS, está agora sentado na cabine. Depois que os STARS se separaram com a destruição de Raccoon City, Chris se uniu à uma organização privada Anti-Perigos Biológicos. A pessoa que está ao seu lado é sua velha parceira - Jill Valentine. Com o objetivo de eliminar completamente o legado da Umbrella, os dois responderam à uma missão para destruir um laboratório de pesquisa da divisão da Umbrella na Rússia, o qual só recentemente havia sido descoberto. Várias evidências mostravam que eles estavam desenvolvendo B.O.W.s novas no local.

A equipe desceu até o solo por cordasm e no momento que eles tocaram a neve, monstros apareceram. A equipe se dividiu, e começou a lutar com aqueles monstros que inundavam as instalações. Quando mais eles se aproximavam do centro do laboratório, mais monstros eram encontrados. As vozes dos outros soldados em seu rádio também se transformaram em gritos estridentes.

No elevador, os dois desceram centenas de metros até o laboratório subterrâneo, e a entrada era como o portão do inferno. Eles haviam chegado na fábrica de B.O.W.s, e os cadáveres de seus companheiros estavam espalhados por toda a parte. Aquele era o grande laboratório subterrâneo chamado "Laboratório do Cáucaso". Laboratórios, tanques de água, equipamentos obsoletos... Surpresos pelo tamanho enorme do laboratório, eles foram contatados por soldados sobreviventes, dizendo que eles tinham assumido o controle do laboratório subterrâneo.

Enquanto eles continuavam a avançar, uma armadilha com laser impediu sua passagem. Como sistemas de segurança implementados estritamentem a construção dessa instalação é muito complicada, enquanto tem por objetivo impedir quaisquer intrusos. Finalmente, eles chegaram à saça de testes, então ouviram o som alto de um auto-falante. A voz pertencia de um supervisor de alto nível da Umbrella - Sergei Vladimir. Para reviver a Umbrella, ele secretamente desenvolveu uma nova B.O.W. chamada T-A.L.O.S.
Sob as ordens de Sergei, o monstro gigante imediatamente partiu para cima deles.


Citação :
A Terceira Organização

A Espiã
Quando Leon chegou ao vilarejo europeu para salvar Ashley, que havia sido sequestrada, uma mulher estava trabalhando nos bastidores.Seu nome era Ada Wong.
Ela é uma espiã, que lutou ao lado de Leon na destruição de Raccoon City, e estava operando com instruções secretas para roubar o 'G-vírus' do laboratório subterrâneo da Umbrella. Ela chegou à Raccoon City imediatamente antes de sua destruição, acabou conhecendo Leon, e fingiu ser uma civil que estava procurando por seu namorado empregado da Umbrella, usando isso como disfarce para roubar o G-vírus. Ela usou Leon para alcançar seu objetivo, mas ela acabou se sentindo atraída pelo bom coração e devoção de Leon, e um elo foi criado entre eles. Porém, apesar de Ada ter sucesso em obter o G-vírus, ela foi ferida tragicamente tentando proteger Leon, mas foi salva por Wesker quando estava à beira da morte.

Seis anos depois, com a aprovação de Wesker, Ada se uniu à 'Terceira Organização', e executou missões de reunião de informações sob suas ordens. O objetivo; obter uma amostra de 'Plaga do tipo dominante' sendo desenvolvido por Luis no culto Los Illuminados. Ada interceptou um e-mail solicitando assistência médica enviado por Luis à um amigo universitário, e com essa correspondência descobriu que ele queria deixar o culto por motivos pessoais.

Então, ela decidiu se aproximar dele e oferecer um acordo; ela iria protegê-lo se ele roubasse uma amostra do culto. Porém, Leon apareceu como um agente dos Estados Unidos. Minutos depois de encerrar sua reunião com Leon, a voz fria de Wesker deu o último golpe; "Elimine qualquer dúvida. Não leve as coisas adiante." Ada ficou chocada com a ordem fria para matar Leon.

O plano de Ada começou a dar terrivelmente errado, com Luis sendo morto por Saddler, e a amostra caindo novamente nas mãos do culto. Ainda pior, Krauser, que estava agindo secretamente entre A Terceira Organização e o culto, criando uma lutra em três vias.

Tendo ultrapassado suas limitações humanas, o objetivo de Krauser passou a ser se tornar o guerreiro mais forte. Krauser queria o grande poder dos vírus desde quando ele teve seu braço esquerdo ferido na Operação Javier, na qual ele participou ao lado de Leon em 2002. Tudo em nome de seu desejo particular, ele até mesmo chegou a forjar sua própria morte, para se aproximar de Wesker e se unir à Terceira Organização.

Em meio ao caos, Ada deu as costas às instruções de Wesker e começou a agir independentemente, de acordo com seus próprios objetivos. Ela algumas vezes usou e outras vezes ajudou Leon ao perseguir esses objetivos, de forma muito parecida com o que fez durante o incidente de Raccoon City seis anos antes. Leon derrotou Krauser, que foi enviado por Wesker como um assassino, e Ada lutou contra o líder do culto, Saddler, para recuperar a amostra de Plaga do tipo dominante. Então, quando Saddler se tranformou e mostrou sua verdadeira forma como um dominador da Plaga, eles lutaram juntos de forma magnífica para derrotá-lo.

Depois de derrotar Saddler, Ada roubou a amostra de Plaga do tipo dominante de Leon, e depois de se despedir, ela escapou da ilha momentos antes de sua explosão. Leon também conseguiu escapar da ilha junto com Ashley, que ele salvou do culto.

"Eu não faço o mal". Assim como suas palavras descrevem, Ada entregou uma entregou uma simples amostra de Plaga Subordinada para A Terceira Organização e enviou a amostra real para uma 'Organização' diferente, aquela à qual ela realmente pertencia. Em outras palavras, Ada era uma 'agente dupla'. Ela estava trabalhando para uma organização separada o tempo todo e sua aliança com Wesker foi apenas uma fachada.

Wesker ficou muito decepcionado com a traição de Ada. Porém, pode não ter sido uma surpresa total para ele. Wesker obteve uma amostra morta de Plaga dominante de uma forma diferente e começou sua própria pesquisa, dando o primeiro grande passo em direção a um novo objetivo.

Citação :
Willpharma

Laboratório de Pesquisa de Harvardville

Depois da falência da Umbrella em 2003, a Willpharma rapidamente se transformou em uma grande empresa farmacêutica. Com sua base de operações em Harvardville, uma cidade industrial do meio-oeste americano, a companhia possuía várias propriedades nos vales montanhosos e construiu seu quartel-general e um grande laboratório de pesquisa lá, longe das áreas residenciais.

O edifício de pesquisas no centro dessas instalações foi construído com um domo de ar, com um teto circular sustentado pela diferença entre a pressão do ar interna e externa. Havia um jardim no interior do centro, que era usado pelos pesquisadores como área recreativa, e os edifícios de pesquisa estavam posicionados de forma a ter uma vista para essa área do jardim. Um grande elevador que chegava ao teto do domo de ar foi instalado no centro do jardim. Como galhos de uma árvore, pequenos corredores eram situados ao redor disso e eram usados para ir de um edifício de pesquisa para outro.

Como um modo de compartimentar a instalação de pesquisa, quatro níveis de perigo foram estabelecidos para os microorganismos manuseados em cada seção. Quanto maior o número, maior o nível de perigo para aquela seção. Escritórios e salas de reuniões eram designados como sala de “Nível 0”, sem perigo.

O design de domo de ar foi adotado para os edifícios de pesquisa para permitir uma detecção rápida de qualquer acidente biológico que pudesse ocorrer dentro da instalação. Isso foi sem dúvida uma estratégia que foi baseada nas lições aprendidas com o incidente da destruição de Raccoon City. Na ocasião de uma emergência nessa instalação de pesquisa, blocos do jardim cairiam para revelar uma grande defesa de enterro. Cada seção cairia uma depois da outra dentro da defesa de enterro e todos os poluentes seriam selados à 300m abaixo do solo, formando uma defesa perfeita para prevenir a liberação de um vírus para o exterior.

Desenvolvimento da T-Vacina
Depois da decisão de usar o t-virus no bioterrorismo, a Willpharma iniciou secretamente um trabalho para desenvolver uma vacina que prevenisse a zumbificação. No comando dessa pesquisa estava o principal pesquisador da companhia, Frederic Downing. Um ex-pesquisador da Umbrella, ele roubou o t-vírus e o G-vírus e conseguiu escapar de Raccoon City pouco antes de sua destruição. Apagando seu passado, ele foi capaz de se unir à Willpharma. Em outras palavras, ele desenvolveu a vacina através do conhecimento prévio que ele tinha sobre o t-vírus.

No desenvolvimento da vacina, ele pensou em uma demonstração para provar a eficiência da vacina que ele criou e para impedir que ela fosse vendida separadamente, ao invés de em conjunto com o vírus. Em 2002, ele se disfarçou de negociante do mercado negro e se encontrou com o General Grande, que estava apoiando um grupo terrorista na Índia. Ele vendeu o t-vírus para que o General iniciasse um incidente bio-terrorista.

Depois do incidente da tragédia de Raccoon City e o horror do t-vírus, o governo dos Estados Unidos recebeu um pedido de ajuda da Índia e decidiu enviar a t-vacina, que na época estava sendo desenvolvida pela Willpharma. Ao introduzir a vacina em áreas vizinhas, eles obtiveram sucesso em manter a disseminação da infecção em um nível minimo.

Dessa forma, a Willpharma ganhou a confiança do governo dos Estados Unidos. Então, para aumentar a maturidade do vírus, a Willpharma continuou a conduzir testes clínicos na Índia onde eles eram baratos e a mão de obra especializada era abundante. Ao longo do tempo, houveram algumas vítimas dos experimentos, mas o governo dos Estados Unidos tolerou essas falhas, e a Willpharma terminou o desenvolvimento em 2005. Tudo que restava era esperar pela aprovação do governo.

Uma relação próxima
Houveram vários rumores por algum tempo que o Senador local Ron Davis, que teve umagrande participação em atrair os laboratórios de pesquisa da Willpharma para Harvardville, tinha ligações extremamente próximas com a companhia. Em diversas ocasiões, a grande mídia suspeitou que ele fosse um negociante interno, considerando seu status de conselheiro especial da companhia e que ele era também um grande acionista dela.

Porém, as raízes dessa relação próxima entre Davis e a Willpharma era ainda mais profunda. Eles foram unidos pelo t-virus. Davis era um dos membros do comitê especial que decidiu lançar a missão de esterilização em Raccoon City em 1998, e concordou com a decisão para poder enfraquecer a relação próxima entre a Umbrella e o governo. Se a Umbrella fosse desmantelada, o governo se tornaria amigável com a líder de indústria Willpharma dessa vez, o que levaria à um consentimento silencioso para os testes clínicos da Willpharma sendo conduzidos na Índia. Baseado no pensamento “Não há prosperidade sem sacrifício”, tragédias do tipo seriam encaradas como um “mal necessário”.

Terrasave
Para atrair as instalações de pesquisa da Willpharma para Harvardville, o Senator Ron davis tinha influência em Washington, e assim os residentes locais aceitaram o convite, sentindo que atrair as instalações para Harvardville revitalizaria a região. Por esses motivos, o plano de trazer a companhia foi colocado em ação rapidamente.

Na época, a única vode oposição à esse plano era a da organização não-gpvernamental “Terrasave”. A Terrasave era uma organização sem fins lucrativos cuja missão era ajudar as vítimas de bioterrorismo ou desastres médicos relacionados. Claire Redfield, que havia escapado com vida da Ilha Rockfort, se uniu à organização em 1998.

A maioria dos protestos do Terrasave era conduzida na forma de demonstrações ou em sua home page, mas em 2002 quando foi tomada a decisão de constuir o laboratório de pesquisa, uma pessoa pressionou agressivamente a Willpharma para que liberasse informações ao público, mas infelizmente acabou sendo presa pelos crimes de obstrução de negócios e chantagem. Essa pessoa era o doutor chamado Curtis Miller. Suas atividades extremas de protesto eram resultado da perda de sua mulher e filha em Raccoon City. O Terrasave rapidamente se livrou de Curtis, e a Willpharma começou a trabalhar no laboratório de pesquisa como se nada tivesse acontecido e o completou 3 anos depois.

Demonstrações de protestos principalmente contra o Terrasave ainda continuam, e em sua página, o Terrasave acusa a Willpharma depois de descobrir sobre os testes clínicos na Índia. Eles avisam que se o governo dos Estados Unidos não iniciar uma investigação sobre a Willpharma, eles iram apelas para a Corte Criminal Internacional. Essa acusação fez com que o preço das ações da Willpharma caíssem dramaticamente, e por causa do governo estar relutando em aprovar a t-vacina, a Willpharma teve que adiar o fornecimento da t-vacina para armazenamento médico nacional, como havia planejado anteriormente.

Para se esquivar do peso da oposição da opinião pública, o Senador Davis tentou desesperadamente conduzir uma Conferência Farmacêutica Nacional. Quando ele estava visitando o aeroporto, um misterioso terrorista contatou o governo dos Estados Unidos com uma ameaça. O terrorista exigiu que o Presidente dos Estados Unidos em pessoa anunciasse a verdade por trás do incidente de Raccoon City que o governo havia ocultado sete anos atrás. Se a exigência não fosse cumprida, o t-vírus seria disseminado por todo os Estados Unidos.

Considerando a situação séria, o governo solicitou que o agente Leon investigasse, uma pessoa na qual o Presidente tinha total confiança, desde o incidente do sequestro de Ashley Graham. Mesmo com o bioterrorismo iniciado com o Aeroporto de Harvardville, ele passou a cooperar com Claire na investigação, que ele encontrou no local, e eles revelaram que Curtis era o mentor por trás do incidente terrorista.

Citação :
Wesker

O Nascimento de Uma Nova Espécie Humana
"Aqueles que são mental e fisicamente superiores devem liderar aqueles que não são". Esta é a filosofia de Spencer, líder da Umbrella. Desde a descoberta do Progenitor Virus, essa doutrina da sobrevivência do mais forte foi a raiz de seu poder que aumentou a cada assassinato de seus amigos.

O objetivo de Spencer é a "evolução forçada da humanidade com o uso de vírus". Seu objetivo é levar ao fim a espécie humana atual, que sobreviveu por mais de 200 mil anos desde o nascimento da humanidade, e substituí-la por uma nova espécie humana de sua própria criação. Se o objetivo é a criação de um mundo ideal, o número de vítimas não é uma preocupação. Sejam uma ou 100 mil vidas, ele vai continuar a matar enquanto for necessário. A criação da Umbrella, o desenvolvimento de B.O.W.s - foram tudo um disfarce que ninguém conseguiu descobrir para o contínuo desenvolvimento do Progenitor Virus; para Spencer, a fortuna e fama da Umbrella eram secundárias.

Spencer se considera digno de ser chamado de um "deus" para liderar a humanidade ao próximo nível da evolução. Porém, por trás dessa grande inspiração e visão, seu corpo está se tornando velho e doente. Morrer sem completar sua grande missão não era uma opção. Spencer alistou a ajuda de um homem para novamente ter um corpo saudável. Esse homem era Alex, um homem do Projeto Wesker.

O Projeto Wesker
De acordo com Spencer, as pessoas que viveriam num mundo ideal deveriam também ser ideais. As pessoas que obtiveram super força e intelecto a partir da evolução causada pelo Progenitor Virus não deveriam virar as costas o seu deus. Logo Spencer virou sua atenção ao treinamento de serem de habilidades ideais para o seu mundo ideal e executou um projeto para isso. Esse projeto, nomeado a partir do pesquisador chefe Wesker, envolveu a coleta de centenas de crianças filhas das pessoas mais intelectualmente avançadas ao redor do mundo, as criando até atingirem corpo e mente perfeitos, e então as soltando no mundo depois de darem a essas crianças superdotadas educação especial. Todas as crianças receberam o nome de Wesker e doses do vírus protótipo para identificarem os mais privilegiados. A maioria que passou por essa "filtragem" sucumbiu ao vírus e morreu, mas uma pequena parcela sobreviveu. Eles foram o Experimento n°12, Alex, e o Experimento n°13, Albert.

Alex se tornou um membro da Umbrella depois do experimento e trabalhou secretamente para Spencer, depois de ganhar sua confiança. Além disso, Spencer admirava o intelecto superior e as habilidades de liderança de Alex, e para que realizasse as pesquisas que o libertassem de seu corpo envelhecido, Spencer o nomeou pesquisador chefe e continuamente lhe proveu dinheiro, equipamentos, suprimentos e cobaias. Mas não importava o quanto ele esperasse, os resultados nunca vieram.

Albert, "o outro Wesker", também se tornou um pesquisador da Umbrella, mas ele tinha um maior traço sobre-humano que Alex: sua ambição. Albert obteve poderes super-humanos como resultado do "Incidente da Mansão". Ele começou a se considerar "escolhido por deus" e sonhava em se tornar um deus da próxima geração. Então, ao descobrir a verdade sobre Spencer que havia sido escondida, ele foi liberto da maldição do Projeto Wesker.

"Deus... entendo. Eu tomarei conta agora." Albert decide tomar conta das ambições de Spencer e tirou sua vida sem hesitar.

Depois da morte de Spencer, Albert entra na fase final do "Projeto Uroboros." O plano é de espalhar o vírus ao redor do mundo carregando em um avião bombardeiro mísseis contendo o Uroboros e lançar o bombardeiro nos ventos alísios do oeste quando os mísseis atingirem a troposfera. Toda a humanidade seria julgada pelo Uroboros Virus, e apenas os escolhidos sobreviveriam. Seres indignos com DNA inferior simplesmente promoverão violência em busca de novos hospedeiros para o Uroboros Virus.

Citação :
Bioterrorismo

Serviço Secreto dos Estados Unidos
Depois da destruição de Raccoon City, um serviço de memorial foi criado no mês de Setembro de todo ano, em uma pequena cidade a cerca de 100 milhas de distância. Além disso, o Congresso dos Estados Unidos ainda investigava a área onde se localizava Raccoon City e não era permitirda a entrada de civis naquela área. As feridas emocionais ainda eram profundas mesmo após a passagem do tempo e o vírus da Umbrella tinha ironicamente trazido outro tragédia sobre o mundo como resultado do colapso da Corporação Umbrella.

Depois de receber a ordem para cessar operações, vários ex-empregados e pesquisadores começaram a fornecer vírus e B.O.W.s da companhia para o mercado negro. Causadores de problemas como nações rebeldes, guerrilhas e terroristas se apressaram em comprar as terríveis armas criadas pela Umbrella e o mundo foi atingido por incidentes bioterroristas.

O crítico em lidar com incidentes bioterroristas é a habilidade de reagir rapidamente. No final, o que importa é a experiência de combate com B.O.W.s. Como que para reforçar isso, os sobreviventes do horror de Raccoon City se colocaram audaciosamente contra o bioterrorismo por todo o mundo. Uma dessas corajosas almas é Leon S. Kennedy, que tinha apenas inciado seu primeiro dia como oficial da Polícia de Raccoon City no dia do infame incidente.

Depois de escapar de Raccoon City, Leon foi recrutado pelo governo por suas habilidades. Suas habilidades de sobrevivência superiores foram solicitadas pelo Serviço Secreto do Presidente. Agentes eram enviados em missões secretas sob ordens dadas diretamente pela Casa Branca e se tornaram especializados em enfrentar incidentes de bioterrorismo, os quais não eram enfrentados facilmente por métodos não-convencionais. Agentes encarregados de missões especiais tem dedicados operadores designados para servir como contato e suporte pessoal, e ordens são dadas via terminais portáteis de dados. Essa é uma medida especial para assegurar que ninguém saiba que a missão era conduzida sob ordens presidenciais diretas, mesmo se o agente falhasse em sua missão.

Citação :
Los Illuminados

O Incidente do Sequestro da Filha do Presidente
Em 2004, depois de realizar várias missões como um agente dos Estados Unidos, Leon recebeu uma nova missão. Sua missão era proteger Ashley Graham, a filha do Presidente dos Estados Unidos. Depois de uma investigação cuidadosa do passado de Leon, seus pensamentos e experiências, o governo determinou que ele era apropriadamente capaz de proteger VIPs. Porém, logo após Leon ter completado seu treinamento especial e recebido sua primeira missão, Ashley foi sequestrada por alguém em seu caminho para a universidade, em Massachusetts. Normalmente, uma equipe de larga escala seria designada para procurá-la, mas uma vez que existia uma suspeita crescente de que alguém tinha acessado informações internas altamente confidenciais, o governo escolheu Leon, que tinha o passado completamente checado, para proteger a investigação secreta. Baseado em informações de testemunhas oculares obtidas do FBI, ele imediatamente iniciou atividades de investigação na Europa.

Ao chegar à uma vila montanhosa, ele se encontrou com um inimigo diferente de todos que ele já havia enfrentado antes – ‘Ganado’ - , que parecia ser humano mas não era – suas ações eram controladas pelo parasita Plaga.

O chefe da vila, Bitorez Mendez, controlava o Ganado. Ele estava seguindo ordens de Osmund Saddler, o líder dos “iluminados” – os Los Illuminados, que eram nativos dessa região há muito tempo. Os Ganados eram habitantes da vila que haviam sido infectados com a Plaga depois de participar de um “ritual de purificação do sangue” realizado por Saddler no passado.

O objetivo de Saddler era controlar o mundo mostrando a força do culto através de um “método missionário inovador”. Seu primeiro alvo era os Estados Unidos, onde ele planejava obter poder ao espalhar o culto pelos poderes chave centrais, tais como o Congresso, o Departamento de Justiça, gabinetes do governo e o exército e grandes corporações.

A Família Salazar
A vila, que tinha se tornado uma colméia de Ganados, já havia sido uma vila cheia de felicidade e com agricultura e gado abundantes, e festivais da colheita que eram realizados todo ano.

Como pano de fundo para tudo isso, contra o Los Illuminados – que tentaram espalhar a má religião pela vila, estavam os lordes da família Salazar, uma família feudal que tinha uma longa histórias de repetidas repressões à eles. Porém, Saddler fascinou o 8º lorde Ramon Salazarm e a vila foi engolfada pelo poder do culto. Saddler pegou de volta a Plaga, que havia sido selada pela família Salazar. Ele administrou a plaga em Bitorez Mendez, que era o chefe da vila e padrem e usou Mendez para forçar os habitantes da vila a participar de um ritual de purificação do sangue e transformá-los nas marionetes que eram os Ganados.

Ramon Salazar se sentiu culpado pelo crime de sua família ter oprimido o culto por centenas de anos desde o primeiro Salazar. Porém, o verdadeiro crime foi a ação do próprio Ramon de dar a Plaga ao culto e transformar a vila antes pacífica em um inferno.

Como Remover as Plagas
A Plaga, que foi descoberta na Europa, entra em humanos como parasita em forma de ovo, e depois de crescer dentro do corpo, assume contro-le mental sobre o hospedeiro. O único modo de escapar desse controle mental é retirar a Plaga do corpo antes que o ovo choque. É possível livrar o corpo da Plaga usando medicação se o ovo ainda não tiver chocado, mas uma vez que o crescimento se inicia, a remoção se torna extremamente difícil. Embora seja possível remover cirurgicamente o parasita antes que ele cresça até sua forma adulta, isso nunca foi tentado antes e a probabilidade de sucesso é extremamente baixa. Um método potencialmente efetivo é matar a Plaga ao bombardeá-la diretamente com radiação.

Porém, há vários riscos com esse método dependendo do controle da Plaga sobre o sistema nervoso central. Primeiro, por que o parasita é morto enquanto ele ainda está conectado ao sistema nervoso, o procedimento é extremamente doloroso para o hospedeiro e há uma possibilidade alta de ter a consciência severamente prejudicada. Segundo, esse procedimento pode matar também o hospedeiro se a Plaga já tiver atingido a forma adulta. Se esse problemas são superados, a Plaga pode ser completamente eliminada do hospedeiro e o hospedeiro pode ser restaurado à sua condição pré-infectada.

Plaga Evoluída
Existe um tipo avançado de Plaga que tinha uma pureza melhorada para ser usada como arma. Essa é a Plaga Tipo 2, a qual foi secretamente desenvolvida pela divisão farmacêutica da Tricell. Ela é um parasita com urgência ampliada para o método parasítico e o controle mental, conseguida ao modificar biológica e geneticamente o tipo original de Plaga coletado pela Tricell de uma vila montanhosa na Europa. O tipo original de Plaga infectava um hospedeiro humano como um ovo e desenvolvia controle mental sobre o hospedeiro à medida que crescia durante várias horas, mas uma vez que o novo parasita Tipo 2 é administrado em humanos na sua forma adulta, o efeito de controle mental é imediatamente visível.

O método de administração é oral – um método forçado no qual um indivíduo infectado a força diretamente sobre a boca do próximo hospedeiro. O parasita entra no corpo atravessando a parede do esôfago, e se conectando aos componentes do sistema nervoso central, como o cérebro e a coluna. O controle mental é completado em meros dez segundos.

Como o parasita original, a inteligência do hospedeiro permanece intacta mesmo depois da infecção e as habilidades físicas dependem das habilidades originais do hospedeiro humano, mas a única característica de um indivíduo infectado pelo Tipo 2 é que ele se esforça para ampliar agressivamente seus números. Por esse motivo, negociantes de armas biológicas referem-se à esses humanos infectados pelo Tipo 2 como “Majini”, que significa “espírito-mau” na língua local.

Depois do teste de avaliação final da Plaga Tipo 2 na região Autônoma de Kijuju na África, a Tricell realizou pesquisas para melhor ainda mais a Plaga, com o objetivo de criar um soldado com habilidades físicas significativamente melhoradas. O resultado desse trabalho foi a melhorada Plaga “Tipo 3”.

Ela foi criada ao transplantar um elemento de uma Plaga morta do tipo dominante para a Plaga original e a equipe de pesquisa superar diversos problemas como resultado dos testes de campo. O primeiro problema foi a baixa taxa de retenção. Enquanto a taxa de retenção para humanos do sexo masculino é de 92%, praticamente a mesma de uma Plaga normal, ela era próxima de 0% para mulheres e crianças. O problema seguinte era a mudança drástica na aparência física, com algumas cobaias crescendo até quase 3 metros de altura. A menos que esses problemas fossem superados, o objetivo da arma biológica permaneceria distante. Pensou-se que a razão da falha fosse que o elemento da Plaga do tipo dominante era forte demais, mas como algumas cobaias desenvolveram uma habilidade de salto significantemente avançada, esses problemas foram considerados discrepâncias toleráveis e isso foi visto como um caminho para o próximo nível de pesquisa.

Citação :
Uroboros

Características do Uroboros Virus
O Uroboros Virus é um vírus perfeito, que eliminou todas as fraquezas dos vírus comuns, como mutação excessiva, poluição espiritual, ou estabilidade. Depois da administração, o vírus reconhece o DNA da pessoa e pode dar ao infectado força super-humana ao controlá-lo se ele ou ela for compatível. Mas se não, o Uroboros Virus se torna violento e transforma o organismo em um horrível monstro com tentáculos negros.

Quando o Uroboros Virus se torna violento, ele cresce se envolvendo ao redor de organismos próximos um depois do outro. Coisas vivas que receberam o vírus estão incluídas nesses organismos. O corpo se auto-reproduz por contínua destruição e refaz, e ataca qualquer coisa viva ao redor.

O propósito da formação de tentáculos do vírus violento é de criar cistos virais negros de forma de guelras a partir de substâncias de dentro do corpo para serem excretadas. Estes cistos virais têm inteligência primitiva sendo capazes de detectar organismos próximos, como também os capturar, caçar ou se reproduzirem. Cistos virais sozinhos têm uma expectativa de vida curta e são facilmente destruídos. Mas um grupo de cistos irá rodear agressivamente qualquer organismo vivo.

Devido a essas características, foi decidido manusear experimentos humanos com extremo cuidado, e dosagens foram estritamente controladas de acordo com o peso da pessoa - 1 frasco para pessoas acima de 60 kg, 2/3 de um frasco para pessoas entre 40 e 60 kg, e assim em diante. O menor erro de cálculo aumentaria a chance de morte do experimento. Já que sintomas como suor, dificuldade de respiração ou confusão aconteceriam. Mesmo com a dosagem certa, é imaginado que os experimentos estavam sob grande dor física.

Já que armas de fogo não são capazes de fazer danos suficientes para impedir um ataque, incineração em altas temperaturas é considerada o método mais eficiente de eliminação. Porém, só é possível quando a massa de cistos está num tamanho suficientemente pequeno para queimar a massa inteira - se torna muito difícil incinerar organismos que chegam a tamanhos muito grandes. Logo, o Projeto Uroboros preparou um ataque a laser altamente poderoso chamado "Shango" em caso do pior acontecer. O Shango é sistema altamente avançado de disparo capaz de atingir um alvo com apenas alguns centímetros de desvio, ele funciona recebendo a informação da localização do alvo usando um dispositivo de lança-foguetes de localização e medida chamado "L.T.D.". Por ser necessário um certo tempo para recarregar entre disparos, o alvo deve ser continuamente seguido pela mira.

Red Queen
Red Queen era o codinome para uma I.A. defensiva desenvolvida pela Umbrella, que existia no supercomputador da Umbrella "U.M.F.-013". Ela normalmente monitora informações nos níveis baixos dentro da vasta rede que liga as filiais da companhia ao redor do mundo, mas em caso de emergência, ela se torna visível para proteger a Umbrella de ameaças físicas ou cibernéticas. As funções defensivas principais são: 1. Proteger os pertences da Umbrella e administrar as instalações; e 2. Proteger as vidas dos VIP's da Umbrella. Sergei Vladimir, um executivo da Umbrella, completamente controlou as ações de T.A.L.O.S, uma versão mais avançada de Tyrant, ao colocar um chip contendo a Red Queen e capacidade de comunicação sem fio no seu cérebro.

U.M.F.-013 é o nome do 13° supercomputador localizado no laboratório subterrâneo de Raccoon City. Esse computador contém um backup de todas as informações relacionadas à Umbrella. A informação armazenada é referida como "Umbrella Archive". Alguém que tivesse acesso a essa quantidade de informações poderia teoricamente ressuscitar a Umbrella.

Citação :
T-A.L.O.S

O Projeto T-A.L.O.S.
Wesker, que estava encarregado do plano de recuperação do centro de treinamento da Umbrella em 1998, usou o risco biológico que Marcus havia causado como uma boa oportunidade para por em ação um plano para se unir a uma companhia rival. O Coronel Sergei Vladimir rapidamente notou sua traição. Ele lançou o "Ivan", uma variação do Tyrant T-103 em direção do traidor Wesker. Mas Wesker desapareceu junto com a explosão do centro de treinamento, resultando na falha da tentativa de limpeza de Sergei.

A próxima ação de Sergei não foi seguir Wesker mas sim realizar uma missão altamente secreta o laboratório Arklay. Seu objetivo era de transportar para a Rússia o "Projeto T-A.L.O.S." que estava sendo desenvolvido junto com o time de pesquisa de bio-armas no laboratório Arklay.

O objetivo do Projeto T-A.L.O.S era desenvolver o produto da próxima geração melhorando o Tyrant T-002 que foi colocado em ação pela primeira vez no incidente da mansão. Este novo Tyrant era controlado por computador para melhorar sua estabilidade e era equipado com artilharia pesada e proteção que o permitia enfrentar veículos de combate e helicópteros. Sergei deu a maior prioridade em recuperar o "corpo de T-A.L.O.S., o Tyrant T-011", que era conhecido como o Guardião de Creta. Este era o requisito principal do Projeto T-A.L.O.S.

Enquanto Wesker estava coletando informações de combate de B.O.W.s usando os membros do S.T.A.R.S., Sergei estava salvando todas as informações de pesquisa no U.M.F.-013 e usou a I.A. de defesa Red Queen para roubar o acesso de Wesker. A Red Queen foi levada para a Rússia para que fosse possível o controle total de T-A.L.O.S.

Na Rússia, a Umbrella usou uma companhia fantoche para comprar uma fábrica química antiga para construir um laboratório subterrâneo. Era a nova instalação da Umbrella, o laboratório do Cáucaso.

Logo, o Projeto T-A.L.O.S. foi reiniciado para permitir a revitalização da Umbrella, que havia sido enfraquecida pelo colapso de suas ações no mercado, ao suprir novas B.O.W.s para as áreas de conflitos.Baseado no corpo recuperado no laboratório Arklay e informações experimentais, o trabalho foi dobrado para concluir a mais poderosa nova B.O.W. chamada "T-A.L.O.S." Porém, um homem apareceu na neve para acabar com as ambições de Sergei. Era Wesker, o homem que havia se vendido para a corporação rival.

Quando Sergei interferiu seus planos 5 anos atrás, para cumprir sua vingança e sua missão, Wesker chegou sozinho no laboratório do Cáucaso e facilmente venceu os guardas Ivan que Sergei havia soltado. Em resposta, Sergei se infectou com o T-virus, e se tornou um monstro com grande força. Estranhamente, Wesker já tinha força super-humana da variante modificada do T-virus desenvolvida por Birkin. Em outras palavras, a batalha seria uma luta imprevisível entre dois rivais igualados. No fim das contas, Wesker foi o vencedor. O sonho de Sergei de ressuscitar a Umbrella morreu com ele. "Poder é domado por um poder ainda maior". Wesker recuperou seu direito de acesso ao U.M.F.-013 e acessou o "Umbrella Archive" que continha todas as informações obre a Umbrella. Depois de completamente apagar as informações de backup do U.M.F.-013, ele deixou o laboratório com um sorriso no rosto.

Operação T-A.L.O.S.
O ano é 2003. Depois da destruição de Raccoon City, os ex-membros do S.T.A.R.S. Chris Redfield e Jill Valentine pertenceram à organização civil "Unidade Privada Anti-Perigo Biológico" para enfrentarem outros incidentes de bioterrorismo ao redor do mundo. Diferente do Serviço de Contramedidas de Perigo Biológico da Umbrella (U.B.C.S.), que era cuidar de desastres biológicos e coletar informações, a missão dessa organização era destruir qualquer bioterrorismo.

Essa unidade privada anti-perigo biológico era um pequeno grupo de campo de elite treinado para realizar operações e apesar de ser uma organização privado, não-governamental, ela possuía armas e equipamentos o bastante para rivalizar um exército. Em fevereiro de 2003, ao descobrirem que a filiação russa da Umbrella estava desenvolvendo uma nova B.O.W., Chris e Jill foram participar da unidade local. Eles foram com dois helicópteros separados junto com vários outros membros do esquadrão e conduziram um ataque à instalação de pesquisas. Baseado no nome da nova B.O.W. que eles encontraram na parte mais profunda da instalação, essa missão ficou conhecida como "Operação T-A.L.O.S."

No dia da missão, um evento de perigo biológico nível 4 ocorreu assim que Chris e Jill chegaram ao local, matando 90% dos pesquisadores da instalação. A taxa de sobrevivência na atmosfera envenenada era menor que 2%, uma situação terrível. Estava em desenvolvimento a nova B.O.W. baseada em humanos, T-A.L.O.S. Era a versão melhorada do Tyrant e tinha controle externo total pelo computador. Como o Nemesis T-Type, que teve sua inteligência aumentada ao injetar no modelo de Tyrant produzido em massa o Parasita Nemesis, era um protótipo que se diferenciava dos conceitos anteriores.

No centro do projeto estava Sergei Vladimir, que representava a facção de Spencer dentro da Umbrella. A missão de Chris e Jill era prendê-lo e impedir a ressurreição da Umbrella. Mas ironicamente, Sergei foi morto por Albert Wesker, que se infiltrou na instalação com o mesmo objetivo e escapou com todas as informações da Umbrella que haviam sido armazenadas no U.M.F.-013.

Porém, o objetivo foi concluído. Wesker havia vazado informações que se tornaram informações chave no julgamento do caso de Raccoon City no mesmo ano. 5 nos depois do incidente da mansão, a Umbrella, que era a maior firma farmacêutica do mundo, perdeu a ação e caiu.

Depois de cumprirem seu objetivo de derrubarem a Umbrella, Chris e Jill imediatamente mudaram sua atenção para a próxima batalha, derrotarem seus maiores inimigos; Spencer, que havia desaparecido, e seu arquiinimigo, Wesker.

Citação :
Tricell

O Caminho da Tricell
A Tricell é um multi-conglomerado composto por 3 divisões; "Transporte de Carga Marinha", "exploração de Recursos Naturais" e "Farmacêuticos". Sua versão anterior era a "Travis Trading", uma companhia de comércio marítimo fundada por Thomas Travis, um magnata europeu da era das grandes navegações. Os lucros da Travis Trading foram o que possibilitaram a fundação da divisão de transporte marítimo atual.

Em meados do século XIX, o mais jovem dos filhos de Travis, Henry Travis, levou a Travis Trading à exploração de recursos minerais na África, baseado em registros da "Pesquisa Geral de História Natural" sobre a exploração do continente africano. O desenvolvimento de vários recursos descobertos na África como minas de metais, campos de petróleo e gases naturais, são a origem da divisão de exploração de recursos naturais.

A divisão de farmacêuticos tem suas raízes em meados do século XX, quando, novamente, baseado na "Pesquisa Geral de História Natural", foram feitos intensos esforços para coletar flora, fauna e insetos africanos e produtos farmacêuticos únicos baseados nesses materiais foram feitos.

Com o estabelecimento dessas três divisões principais nos anos 60, a Travis Trading passou a se chamar Tricell para refletir seu status como uma corporação multi-conglomerado. A Tricell se tornou uma companhia de escala global com cada divisão sendo auto-sustentável e podendo se expandir como quisesse.

A companhia faz parte do Consórcio Farmacêutico Global e foi uma corporação de confiança e contribuiu com a formação da B.S.A.A.

A divisão farmacêutica da Tricell é atualmente uma grande patrocinadora da B.S.A.A. e continua a fazer contribuições financeiras, e é extremante influente em pressionar o quartel-general da B.S.A.A. se acontecer algum incidente que não seja de seu melhor interesse.

Negócio de Desenvolvimento de Armas Biológicas
Ricardo Irving da filial africana da Tricell era o diretor dos campos de óleo, e fez parte da Divisão de Exploração de Recursos Naturais, mas também secretamente bancava o negociante de morte suprindo B.O.W.s para o mercado negro. Já que os testes/demonstrações das B.O.W.s eram conduzidos fora da locação africana, ele era um dos únicos com conhecimento sobre o negócio de desenvolvimento de bio-armas.

Por causa dos grandes lucros obtidos com o comércio ilegal serem usados pela locação africana para pagarem pesquisas e desenvolvimento de bio-armas, achava-se que Irving fazia parte da Divisão de Exploração de Recursos Naturais como um meio de ocultar sua relação com a divisão de farmacêuticos da B.S.A.A.

Em 2009, um pouco antes de colocar as variantes Plaga Tipo 2 e Tipo 3 no mercado negro, Irving executou uma demonstração para garantir a satisfação do seu cliente. A variante Tipo 3 foi administrada no povo Ndpaya que vivia nos pântanos próximo aos campos de óleo. Ele falsamente a apresentou como uma vacina contra uma doença. Enquanto mulheres e crianças morriam rapidamente, os homens perdiam sua habilidade de pensar racionalmente e depois se transformavam em feras com habilidades físicas aumentadas e tendências violentas.

Um teste operacional foi realizado para o Tipo 2 na região autônoma de Kijuju como três testes para infecção, contenção e combate. Os detalhes para esse teste foram compostos em dar doses primárias para 10 pessoas e observar e investigar o quão rápido a doença se espalhava. Depois, informações foram obtidas para entender a que grau as tendências violentas poderiam ser controladas, e quanto da capacidade de luta poderia ser usado. O fato da B.S.A.A. tomar conhecimento dos testes foi inconveniente então Irving mudou de estratégia e fez as pessoas aos enfrentarem.

Logo então, baseados em informações obtidas por Chris, a B.S.A.A. decidiu entrar na região autônoma de Kijuju com o objetivo de prender os traficantes. A B.S.A.A. não antecipou a batalha com as B.O.W.s e iniciou suas operações do jeito comum. A primeira perda foi o time de ataque Alfa, que foi perseguido até o coração da cidade por moradores infectados e eliminado. Depois, os times Bravo e Delta lutaram bravamente por suas vidas, sem saber que Irving estava coletando informações de combate.

Desenvolvimento do Vírus Uroboros
Excella Gionne, a diretora da Tricell Africa, era uma mulher tão inteligente que pulou as séries para entrar na universidade e se formar em engenharia genética. A mentalmente afiada Excella se uniu à divisão farmacêutica da Tricell com a tenra idade de 18 anos, quando seus talentos foram notados por Wesker.

Wesker se aproximou de Excella e livremente compartilhou com ela as informações secretas roubadas da Umbrella, e a encorajou a usá-las para o desenvolvimento de produtos – o “t-vírus”. Seguido pelo “t-Veronica”. Excella reiniciou com sucesso o desenvolvimento de B.O.W.s da Tricell usando a tecnologia da Umbrella, melhorando significativamente os negócios de armas biológicas da divisão farmacêutica. Dessa forma, Excella, que tinha se tornado um valioso membro da companhia, fortaleceu sua influencia e subiu para o posto de diretora da África enquanto ainda estava na casa dos vinte anos.

Sem dúvidas, o objetivo final de Wesker por trás do fornecimento de informações para Excella era usar a Tricell para completar a pesquisa que ele vinha conduzindo sobre o “Vírus Uroboros”. Para Excella, que detinha o poder, ele recomendou que fosse reativado o Laboratório de Pesquisa da Umbrella na África, o qual tinha sido construído para pesquisa do vírus primordial. Auxiliado pelos sentimentos românticos que ela nutria por ele, como o esperado, Excella usou sua influência para reativar o laboratório de pesquisa da África e usou Irving como peão para comprar e vender B.O.W.s no mercado negro, contribuindo dessa forma para arrecadar fundos para a pesquisa de Wesker.
O primeiro vírus Uroboros, que foi criado a partir da flor primordial, não podia ser utilizado em seu estado natural por que seu efeito venenoso era forte demais. Devido a essa característica, o progresso da pesquisa foi mais difícil do que o esperado, mas um grande avanço foi feito quando uma mudança foi observada na cobaia número 1 em 2006. Um poderoso anticorpo contra vírus foi encontrado no corpo da cobaia e ele poderia enfraquecer o veneno em questão. Esse anaço se tornou possível por que a cobaia havia sido infectada no passado com o t-vírus e remanecentes mutados do t-vírus permaneceram no corpo da cobaia mesmo depois dela ter tido a vacina injetada.

Essa cobaia número 1 era a ex-membro do esquadrão S.T.A.R.S., Jill Valentine. Dada como morta durante a prisão de Spencer em 2006, Wesker achou que ela poderia ser útil em um experimento e salvou a vida dela, mantendo-a em hibernação criogênica por um longo tempo. Isso fez com que anticorpos virais purificados surgissem no corpo dela, expondo miraculosamente o método para enfraquecer o vírus Uroboros. Wesker ficou em júbilo. O vírus Uroboros, sua carta final para realizar seus sonhos, estava completo. Tudo que faltava era colocar o plano em ação. Wesker contaminou Excella com o vírus Uroboros, já que não precisava mais dela, um grande passo para concretizar o “Plano Uroboros”.

Umbrella
“Preservando a saúde das pessoas”, esse é o lema do conglomerado farmacêutico Umbrella. Porém, apesar da companhia use o pretexto de ajudar o público, a realidade é que ela se especializa na pesquisa de vírus e B.O.W.s {Armas Bio-Orgânicas}. Ela conduziu pesquisas ilegais que foram o principal eixo da companhia. Desde que ela foi fundada em 1968, ela se tornou um conglomerado mundial. Mas o evento que desencadeou o nascimento da companhia remonta o século 19.

Operação Javier
2002, um certo país na América do Sul. Depois do devastador incidente de Raccoon City, Leon se tornou um agente do governo e recebeu uma ordem para investigar o lorde de drogas Javier Hidalgo e o fato de um ex-pesquisador da Umbrella ter contatado sua organização, o sindicato do crime Serpentes Sagradas. Ao lado de Jack Krauser, um soldado do Comando de Operações Especiais americano, ele partiu para a residência particular de Javier.

O Presidente havia concedido o “Protocolo Anti Arma Viral número 7600”. A missão principal de Leon era erradicar do mundo o vírus que a Umbrella produziu. Para atingir esse objetivo o conhecimento de vendas ilícitas era um assunto urgente.

Quando Leon e Krauser chegaram à vila de Mixcoatl para encontrar seu guia, as pessoas já haviam sido transformadas em zumbis. A presença de B.O.W.s também foi confirmada, confirmando a crença de qye Javier as havia comprado no mercado negro.

Porém, foi um choque descobrir que Manuela tinha tido o t-Veronica injetado em seu próprio corpo por Javier. O vírus foi desenvolvido na base Antártica.

Em 1991, depois de sua querida esposa contrair uma doença fatal, Javier receitou o t-vírus para sua esposa.

Citação :
Linha do Tempo
Trechos
Março de 1967

A Umbrella falha em sua tentativa de cultivar a "Flor do Progenitor".

Agosto de 1968

Para obter a "Flor do Progenitor", a Umbrella toma a área dos nativos Africanos - a tribo Ndipaya - a força. Mais tarde, a construção do laboratório de pesquisa Africano começa.

Dezembro de 1991

Sergei entra em contato com a Umbrella. São criados 10 clones dele para servirem como cobaias na pesquisa do Tyrant.
Depois disso, Sergei assumiu sua posição como oficial de alto nível na corporação.

Outono de 2004

A filha do presidente, Ashley Graham, foi sequestrada por Krauser.
Como um agente especial do governo dos EUA, Leon. S. Kennedy começou sua jornada em busca de Ashley.

* Acontecem os eventos de Resident Evil 4

Agosto de 2005

A ONG Terra-Save exige um anúncio do resultado de testes clínicos realizados na Índia, pela grande empresa famacêutica - Willpharma.

Novembro de 2005

Como membro da Terra-Save, Claire Redfield chega ao aeroporto de Harvardville.

*Acontecem os eventos de Resident Evil Degeneration

Agosto de 2006

Para assegurar a prisão de Ozwell E. Spencer, Jill e Chris vão investigar sua propriedade na Europa.

*Acontecem os eventos de Resident Evil 5 Gold Edition, Lost in Nightmares.

De acordo com anotações de Spencer, os seguintes casos podem ser confirmados:

Para obter a imortalidade, Spencer ordenou que Alex desenvolvesse um novo vírus.

(Omitido)
Junto com todos os dados sobre a pesquisa do vírus, Alex desapareceu.

Por ordem de Spencer, o mordomo da família Patrick começou a conduzir experimentos, administrando vírus nos prisioneiros da mansão.

Por ordem de Spencer, Patrick conseguiu informar seu paradeiro indiretamente para Albert Wesker, ao informar o local do esconderijo de Spencer para Ricardo Irving.

Patrick é demitido por seu mestre, Spencer.

Graças a Ricardo Irving, Wesker foi informado do esconderijo de Spencer.


Tradução Japonês/Inglês: The Batman e Bio Tech
Tradução Inglês/Português: alexdz e Davi Redfield
O artigo original em inglês do Project Umbrella pode ser conferido aqui.

_________________

O olho do observador interfere no objeto observado.

[Twitter]


Última edição por Davi Redfield em Sex Dez 24, 2010 10:50 am, editado 20 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://whiteumbrella.forumeiros.com
Ka
avatar

Membro


Título : Amante da série RE

Sexo : Feminino
Registrado em : 10/05/2010
Idade : 34
Localização : Pirapozinho e São Paulo

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Sex Out 01, 2010 12:14 am

Até hj nao entendo pq o spencer deliberadamente deixou com que wesker descobrisse seu esconderijo, a nao ser que ele quisesse ser morto para entao que algo acontecesse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.umbrellamediacenter.com/residentevil/
Davi Redfield
avatar

Administrador

Administrador

Título : Insanamente Estranho

Sexo : Masculino
Registrado em : 15/04/2010
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Dom Dez 19, 2010 11:02 am

Alex(dz) e eu estamos traduzindo os textos que o PU já traduziu.

Adicionado Willpharma ao post principal.

Tópico fixado.

_________________

O olho do observador interfere no objeto observado.

[Twitter]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://whiteumbrella.forumeiros.com
alexdz
avatar

Moderador

Moderador

Título : Não definido.

Sexo : Masculino
Registrado em : 22/05/2010
Localização : Paraná

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Dom Dez 19, 2010 2:36 pm

Seção Wesker adicionada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Davi Redfield
avatar

Administrador

Administrador

Título : Insanamente Estranho

Sexo : Masculino
Registrado em : 15/04/2010
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Ter Dez 21, 2010 9:17 am

Bioterrorismo adicionado.

_________________

O olho do observador interfere no objeto observado.

[Twitter]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://whiteumbrella.forumeiros.com
Davi Redfield
avatar

Administrador

Administrador

Título : Insanamente Estranho

Sexo : Masculino
Registrado em : 15/04/2010
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Ter Dez 21, 2010 8:37 pm

Los Illuminados adicionado.

_________________

O olho do observador interfere no objeto observado.

[Twitter]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://whiteumbrella.forumeiros.com
alexdz
avatar

Moderador

Moderador

Título : Não definido.

Sexo : Masculino
Registrado em : 22/05/2010
Localização : Paraná

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Ter Dez 21, 2010 9:30 pm

Uroboros, Red Queen e T-A.L.O.S. adicionados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Davi Redfield
avatar

Administrador

Administrador

Título : Insanamente Estranho

Sexo : Masculino
Registrado em : 15/04/2010
Idade : 28
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Qua Dez 22, 2010 2:57 pm

Desenvolvimento do Vírus Uroboros, Umbrella e Operação Javier adicionados.

_________________

O olho do observador interfere no objeto observado.

[Twitter]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://whiteumbrella.forumeiros.com
alexdz
avatar

Moderador

Moderador

Título : Não definido.

Sexo : Masculino
Registrado em : 22/05/2010
Localização : Paraná

MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   Qui Dez 23, 2010 11:33 am

O Caminho da Tricell e Negócio de Desenvolvimento de Armas Biológicas adicionados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado



MensagemAssunto: Re: Biohazard Archives II   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

Biohazard Archives II

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 

 Tópicos similares

+
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
White Umbrella - Índice :: Fóruns ::  :: Resident Evil-
Ir para: